O uso de maconha e a prática esportiva

Maconha e esporte (reprodução internet)


Da redação: DEVITO  | devitooficial@yahoo.com 


Foi aprovado em Nova York a legalização para o uso recreativo de maconha. O  projeto prevê que maiores de 21 anos possam comprar maconha e cultivar a planta para consumo pessoal. A discussão gerou 100 votos favoráveis e 49 contrários no Legislativo. 





Em comunicado nas redes sociais, o governador de Nova York afirma (tradução livre): "Por muito tempo, a proibição da cannabis atingiu desproporcionalmente comunidades de cor com prisões severas e depois de anos de trabalho árduo, esta legislação histórica oferece justiça para comunidades há muito marginalizadas, abraça uma nova indústria que fará crescer a economia e estabelece proteções de segurança substanciais para o público".


Em pesquisa recente cerca de 82% das pessoas que fazem alguma atividade física fazem o uso recreativo de maconha, essa porcentagem foi o que revelou a pesquisa da professora de psicologia e neurociência da Universidade do Colorado, em Boulder, Angela Bryan, que supervisionou todo o novo estudo.


A pesquisa identificou que cerca de 70% dos pesquisados relataram que o uso de maconha aumentava seu prazer durante os treinos, enquanto quase 80% sentiam que a erva melhorava sua recuperação, e mais da metade estava convencida de que o uso os motivava a ser fisicamente ativos.


Apenas 35% consideraram que ela realmente melhorava seu desempenho nos exercícios.

A pesquisa não diz como a cannabis afeta as pessoas durante o exercício, inclusive a probabilidade de aumentar as lesões, a disposição de assumir riscos ou, como algumas evidências indicam, a tendência de rir e de se distrair com o formato das nuvens enquanto caminham depois de fumar.



MAIS ACESSADAS AGORA: