O que comer antes, durante e depois do treino de força

Treino de força (reprodução internet)


Da redação: DEVITO | desportooficial@yahoo.com - Informações: Adidas

Os treinamentos de força são treinos que se utilizam do uso do próprio peso ou de equipamentos, tipo os halteres ou faixas de resistência, com o objetivo único de garantir massa muscular, força e resistência.  



E para chegar ao objetivo a dieta é essencial, já que ela contribue diretamente para o desenvolvimento muscular do indivíduo. A seguir três dicas alimentares para o antes, durante e o depois do treino de força. 

Antes: Se for comer 2-3 horas antes do treino, inclua carboidratos de alimentos integrais, proteína e gorduras na sua refeição. Se for comer menos de 1h antes do treino, opte por um shake ou um smoothie que contenha carboidratos e proteína. 

Durante: Consuma BCAAs (Branch Chain Amino Acids, aminoácidos de cadeia ramificada). Os BCAAs são um grupo de três aminoácidos: leucina, isoleucina e valina. São eles que constroem as proteínas musculares. Suplementos de BCAA não requerem digestão: passam direto pelo fígado e entram direto na corrente sanguínea, podendo ser usados instantaneamente pelos músculos. Já foi comprovado que consumir BCAA durante os exercícios eleva a taxa de síntese proteica nos músculos e reduz o grau de dano e dor muscular após o treino. 

Após: Planeje se alimentar 15-30 minutos após uma sessão de treino de força. A ideia é não demorar a ingerir os nutrientes que vão reabastecer os músculos e permitir que se fortaleçam. Ingerir proteína após se exercitar previne contra a degradação proteica e estimula a síntese, criando as condições necessárias para que a recuperação e a adaptação ocorram mais rapidamente.

MAIS ACESSADAS AGORA: