Fiocruz emite nota informando reajustes no cronograma de entregas das vacinas

Coronavírus fiocruz (foto: reprodução internet)


Da redação: DEVITO | devitooficial@yahoo.com

Na noite dessa terça-feira, 23, a Fiocruz emitiu nota para esclarecer seu processo de entrega das vacinas da Covid-19. No comunicado o instituto informa que por motivos tecnológicos e de produção tiveram que fazer reajustes no cronograma de entrega das vacinas ao governo. 


 

São mais de 100 milhões de doses no primeiro semestre desse ano e mais 100 milhões de doses a partir do segundo semestre. 



A seguir confira a nota na íntegra:


A Fiocruz esclarece que, por tratar-se de uma nova tecnologia e da complexidade de implantação da produção da vacina Covid-19, foram necessários ajustes no cronograma de entregas do Instituto de Tecnologia em Imunobilógicos (Bio-Manguinhos) ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde.


Cronograma de previsão de entregas:  

Março – 3,9 milhões (já entregues, nos dias 17 e 18 de Março, 1.080.000 doses)

Abril – 18,8 milhões

Maio – 21,5 milhões

Junho – 34,2 milhões

Julho – 22 milhões


Por se tratar de um processo complexo de formulação, envase e controle de qualidade de vacina com a nova tecnologia, qualquer alteração no cronograma será comunicada com transparência e a maior brevidade possível. As entregas ao Ministério da Saúde somarão 100,4 milhões no primeiro semestre do ano. A partir do segundo semestre, com a incorporação da tecnologia da produção da matéria-prima (IFA), a Fiocruz deve entregar mais 110 milhões de doses.


MAIS ACESSADAS AGORA: