Uso de anabolizantes compromete o "bom colesterol"

Anabolizantes


Da redação: DEVITO  | devitooficial@yahoo.com - Informações: USP

Uma pesquisa do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) identificou mais um problema relacionado ao uso de anabolizantes. 



Dessa vez os pesquisadores identificou que o uso indiscriminado da substância compromete o que conhecemos como "colesterol bom", ou HDL, que é a lipoproteína de alta densidade. Nos exames, foi revelado que um a cada quatro usuários de anabolizantes sofria de aterosclerose precoce. 

O estudo acompanhou três grupos distintos que passaram por exames de sangue e tomografias para a avaliação das artérias coronárias. Foram analisados 21 praticantes de musculação que faziam uso de anabolizantes, 20 praticantes não-usuários e dez pessoas sedentárias, que não praticavam musculação nem usavam anabolizantes. A mostra compreendia homens com uma média de idade de 29 anos. 

“Pensando em estética, os anabolizantes cumprem com seu papel. As pessoas aumentam o porte muscular, ficam mais fortes, aumentam o desempenho físico. Mas em relação à saúde, eles não trazem nenhum benefício”, explica o principal autor do artigo Francis Ribeiro de Souza. “O uso indiscriminado de anabolizantes causa alterações no perfil lipídico; diminui o HDL, que é o ‘colesterol bom’; e aumenta o LDL. Além disso, já foram observados em outros estudos alterações hepáticas, algumas associações com câncer, morte súbita, hipertrofia cardíaca e arritmia”, lembra o doutorando. “Só há malefícios para a saúde, de maneira geral”. concluiu.

MAIS ACESSADAS AGORA: