Men's | Estudo aponta que atividade física regular reduz risco de internação pelo novo coronavírus

Coronavírus vs esporte


Da redação: DEVITO | devitooficial@yahoo.com

Um estudo divulgado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP),  Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade Federal de Minas (UFMG) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) acaba de comprovar a eficácia da atividade física no combate a covid-19. Realizar atividades físicas diária - cerca de 150 minutos semanais - contribue para diminuir os riscos de internação pelo novo coronavírus foi o que apontou o estudo.

A pesquisa foi feita com 938 pessoas, entre junho e agosto, todas de forma on-line.

publicidade     - Cadastre-se Ganhe R$10

O estudo concluiu que a permanência no hospital foi maior entre homens, idosos (65 anos ou mais), voluntários obesos ou com sobrepeso e os de menor nível socioeconômico e menor escolaridade. Os que foram qualificados como “suficientemente ativos” cerca de 34%, estes que praticavam semanalmente ao menos 150 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada ou 75 minutos de alta intensidade tiveram uma redução de 34,3% na prevalência de hospitalização no grupo.

Os dados completos do estudo foram publicados em um artigo na plataforma médica Medrvix, ainda sem revisão por pares. O estudo teve apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). 



MAIS ACESSADAS AGORA: