Lesão no ombro: cuidado com essa vilã


Da redação: Rafael Rios | desportooficial@yahoo.com

A articulação mais instável de todas as articulações que temos em nosso corpo, o ombro é a mais instável de todas, pois é a que tem a maior ADM (amplitude de movimento), o que faz com que os componentes articulares desta região sejam facilmente lesionados. Temos duas articulações nesta região, a esternoclavicular e a glenoumeral, sendo que a segunda é a que mais sofre com problemas de lesões.

Um ombro pode ser lesionado por diversas razões, as mais vistas atualmente são:

Movimentos inadequados
Falta de fortalecimento
Instabilidade articular

Dos citados acima, apenas a instabilidade articular pode ser de origem genética e não sofrer tanta influencia do treinamento, porem algumas situações precisam ser controladas no treinamento, para que não ocorram lesões na articulação do ombro. Das lesões que são oriundas da prática de musculação podemos destacar:

Lesão do manguito rotador: o manguito rotador é um complexo articular formado por quatro músculos, o redondo menor,supra-espinhal, infra-espinhal e o subescapular, com origem na região da escápula e se inserem diretamente no úmero. Proporcionam uma estabilidade dinâmica para o ombro, que permite executar os movimentos desta articulação de forma segura, caso algum destes músculos sejam lesionados, a pessoa sentirá dores ao executar movimentos como a rotação externa, abdução ou ainda a rotação interna.
Síndrome do impacto: caracterizada como sendo uma lesão causada por uma tendinite, que é oriunda do impacto entre o manguito rotador e o acrômio, movimentos de abdução com repetições consecutivas causam este tipo de lesão.
Instabilidade do ombro (luxação): deslocamento da cabeça do úmero da cavidade glenóide, é muito comum em pessoas que nascem com uma cavidade mais rasa, desse modo o úmero sai literalmente de dentro desta cavidade.
Podemos evitar esses tipos de lesões no ombro, tomando algumas atitudes como:
Fortalecer o manguito rotador:item mais importante, em 90% dos casos as lesões tem sua origem em um manguito rotador enfraquecido, no mínimo duas vezes por semana.
Evite o excesso de movimentos de abdução acima de 90º: movimento que desencadeia a síndrome do impacto em pessoas com predisposição.
Melhorar a flexibilidade: um ombro mais forte e flexível tende a ter menos incidência de lesões, então usem nos seus exercícios alguns alongamentos específicos para o complexo articular do ombro.
Cuidado com as cargas: como é uma articulação altamente instável, não deve ser treinado com cargas excessivamente altas, pois isso aumenta o impacto e a instabilidade dessa região.

É fundamental manter os ombros saudáveis, isso vale para qualquer pessoa, pois são fatores determinantes em nossa funcionalidade para manter nosso equilíbrio corporal. É bom estar sempre atento ao menor sinal de lesão e procurar um especialista.Faça seu treino com segurança e seguindo sempre as orientações do profissional da educação física. Bom treino!!!

MAIS ACESSADAS AGORA:
...