Rio 2016: Acompanhe todos os detalhes dos Jogos Olímpicos




21/08
Brasil bate Itália e entra para o seleto grupo de tricampeões Olímpicos no vôlei



Uma campanha de recuperação para uma final impecável em quadra – com direito a Maracanãzinho em transe, muita festa e presenças ilustres. O Brasil conquistou neste domingo (21) o tricampeonato Olímpico no voleibol masculino, ao bater a Itália por 3 sets a 0 (25/22, 28/26 e 26/24) e entrou para o seleto hall de equipes com três medalhas de ouro, igualando os feitos de Estados Unidos e da extinta União Soviética. A Federação da Rússia tem um título.

 De quebra, a equipe do técnico Bernardinho ajudou o Brasil a ter o seu melhor desempenho Olímpico da história, com sete medalhas de ouro, seis de prata e seis de bronze, ocupando a inédita 13ª posição no quadro geral de medalhas da Rio 2016.




Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com

Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial


20/08
Não falta mais nada: o futebol Brasil conquista o ouro Olímpico 




 Faltava um título ao futebol brasileiro. Faltava ao torcedor comemorar uma grande conquista dentro de casa. Agora não falta mais nada. O Maracanã assistiu neste sábado (20) a uma conquista histórica. O primeiro ouro Olímpico do Brasil nos gramados do futebol aconteceu no palco perfeito, diante do adversário ideal, com o máximo de sofrimento que se poderia imaginar. Uma conquista emblemática e libertadora para a torcida, que deu o recado: “O campeão voltou!” 

Neymar, símbolo máximo da conquista, deixou sua marca na decisão. Foi dele o gol do empate por 1 a 1 no tempo normal. Foi dele a cobrança que definiu a vitória nos pênaltis e permitiu a explosão de uma torcida que pintou as arquibancadas de amarelo, a ponto de não caber um alfinete.

 De quebra, a medalha confirma a melhor campanha da história do Brasil em Jogos Olímpicos. São 6 ouros, um a mais do que em Atenas 2004, até então a maior marca. Com a medalha já garantida do voleibol, ouro ou prata no domingo, serão 18 pódios no total, superando os 17 de Londres 2012.




Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com



Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



19/08

Isaquias Queiroz é o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas em uma edição dos Jogos Olímpicos para o Brasil. Ele merece essa honra.



Ubaitaba e Ubatã. As cidades do interior da Bahia são berço dos atletas Isaquias Queiroz e Erlon de Souza, respectivamente, dupla medalha de prata na canoagem de velocidade dupla 1000m. Eles aprenderam a dar as primeiras remadas perto de casa, seguindo a tradição indígena da região, e neste sábado (20) subiram ao pódio. "Ubatã significa madeira forte. Acho que adivinharam que vinham talentos por aí", disse Erlon. "É tradição dos índios, é Bahia dobrada", afirmou Isaquias, que alcança sua terceira medalha em uma única edição dos Jogos Olímpicos, feito único para um brasileiro. "Estou satisfeito, feliz por esse feito. Vim pra cá com um objetivo. Devo primeiro ao Comite Olímpico, senão esse treinador (Jesús Morlán) não viria para o Brasil. Ganhar duas já era um feito histórico, imagina três. Agradeco aos torcedores, estava tudo lotado", afirmou Isaquias. "A gente sente até um arrepio de emoção que a torcida passa", agradeceu Erlon. (Foto: Getty Images/Ryan Pierse)




Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com

Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial



19/08
É ouro! Copacabana assiste à consagração de Alison e Bruno Schmidt no vôlei de praia






Nos Jogos de Londres 2012, Alison terminou com a prata jogando ao lado de Emanuel. Quatro anos depois, desta vez ao lado de Bruno Schmidt, veio a consagração para este gigante do vôlei de praia. Em um jogo difícil e pegado, a dupla brasileira ignorou a chuva e, embalada pela torcida apaixonada que lotou a Arena em Copacabana, venceu os italianos Nicolai e Lupo por 2 sets a 0, parciais de 21/19 e 21/17, conquistando a sonhada medalha de ouro. Ao final do jogo, Bruno deu a medida do tamanho de uma conquista Olímpica. "Eu estou cansado. Foram duas semanas sem dormir, estou exausto", disse o campeão em entrevista à Rede Globo. "Quero dedicar esse título ao meu pai. Eu quase parei de jogar. Não fosse seu apoio, eu não estaria aqui. Obrigado, pai", declarou o jogador, que disputou os Jogos Olímpicos pela primeira vez.



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.





18/08
Martine Grael e Kahena Kunze garantem ouro na vela





Foi na última regata, mas a vela manteve a tradição que vem desde Atlanta 1996 e deu uma medalha ao Brasil nos Jogos Olímpicos. E de ouro. Campeãs mundiais em 2014, Martine Grael e Kahena Kunze venceram a regata da medalha da classe 49er Fx, que faz sua estreia Olímpica, e conquistaram o título da última competição do esporte nos Jogos Rio 2016 para festa geral da torcida na Marina da Glória. “A gente só realizou (que ganhou medalha de ouro), quando a gente cruzou a linha (de chegada)”, disse Martine Grael. Segundo a velejadora, o fato de ter participado de grandes competições em condições como as da regata decisiva – sob forte pressão por resultados – ajudou a dupla a lidar com a responsabilidade. “Na água a gente nem pensava em medalha". Kahena complementou. “Prometi a mim mesma que queria chegar na rampa destruída pensando: ‘Dei o meu melhor’. Independentemente de qualquer resultado, é isso que vale mais".


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.




18/08
É campeão! Robson Conceição conquista ouro inédito para o boxe brasileiro



De Boa Vista de São Caetano, na periferia de Salvador, para o Rio de Janeiro. Da frustração em Londres 2012 para a triunfal medalha de ouro nos Jogos Rio 2016. Robson Conceição é campeão Olímpico de boxe, feito inédito na história da modalidade no Brasil. Na disputa pelo título do peso leve (até 60kg), ele controlou desde o início o combate e venceu o francês Sofiane Oumiha em decisão unânime dos árbitros.




Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com



Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial




15/08
Thiago Braz é ouro no salto com vara e quebra o recorde Olímpico 




 O brasileiro Thiago Braz alcançou um feito duplamente incrível na noite desta segunda-feira (15). O brasileiro, que não era um dos favoritos no salto com vara, conquistou a medalha de ouro e ainda derrubou o recorde Olímpico da prova, para delírio do público no Estádio Olímpico, o Engenhão. É a primeira medalha do Brasil no salto com vara na história, bem como o primeiro pódio do atletismo brasileiro no Rio 2016. O último ouro tinha sido o de Maurren Maggi no salto em distância, em Pequim 2008. Já o último recorde Olímpico era o de Joaquim Cruz em Los Angeles 1984, também a última medalha de ouro no atletismo masculino. Pois Thiago quebrou todas essas marcas com um salto de 6,03m, deixando para trás o francês campeão Olímpico em Londres 2012, Renaud Lavillenie, que não superou o sarrafo em 5,98m. A medalha de bronze ficou com o norte-americano Sam Hendricks, que ficou nos 5,85m.



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com




Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



13/08
Brasil faz dobradinha na ginástica com Diego Hypolito e Arthur Nory



A equipe masculina de ginástica artística do Brasil fez história novamente nos Jogos Rio 2016. Depois de participarem pela primeira vez da final por equipes, os ginastas brasileiros chegaram ao inédito pódio na prova individual do solo e em dose dupla: Diego Hypolito ganhou a prata e Arthur Nory ficou com o bronze. O ouro foi para o britânico Max Whitlock. Hypolito, de 30 anos, e Arthur, de apenas 22, empolgaram o público presente na Arena Olímpica do Rio com suas apresentações. O veterano recebeu a nota 15.533, enquanto Nory obteve 15.433. Os dois ficaram atrás de Whitlock, que foi avaliado com 15.633, mas à frente do favorito da prova, o japonês Kohei Uchimura, que foi o quinto.



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial



12/08
Em dia movimentado, Brasil ganha bronze no judô e garante medalha no boxe





 A sexta (12) foi o dia mais produtivo para o Brasil nos Jogos Rio 2016. O país-sede ganhou uma medalha, de bronze, com Rafael Silva no judô, e garantiu outra, com Robson Conceição, classificado para as semifinais do boxe. O dia também ficou marcado pela primeira derrota de Phelps na natação, pelo recorde mundial quebrado no primeiro dia do atletismo e pela classificação do Brasil à semifinal do futebol feminino. 


 Terceira medalha no judô





O judô deu sua terceira medalha ao Brasil nos Jogos Rio 2016, o bronze de Rafael Silva, o Baby, na categoria acima de 100kg. O brasileiro caiu nas quartas diante do favorito francês Teddy Riner, que levou o ouro, mas seguiu na luta pelo pódio e ganhou seu segundo bronze, repetindo o resultado de Londres 2012.


Pódio garantido no boxe





Mais uma medalha está a caminho do Brasil, esta no boxe. O pugilista Robson Conceição avançou para as semifinais da categoria ligeiro (até 60kg) e já tem ao menos o bronze garantido – no boxe não há disputa pelo terceiro lugar, os dois atletas derrotados nas semifinais são premiados. A definição da categoria acontece no domingo (14)



  Atleta de Cingapura derruba Phelps




 O jovem Joseph Schooling, de Cingapura, foi o primeiro a superar Michael Phelps em uma final nos Jogos Rio 2016. O atleta de 21 anos bateu o recorde Olímpico dos 100m borboleta e impôs ao maior medalhista da história sua primeira derrota em uma prova valendo medalha no Estádio Aquático Olímpico. 


  Recorde mundial no atletismo




 Os recordes mundiais do atletismo não resistiram sequer à primeira final do esporte nos Jogos Rio 2016. Nos 10.000m feminino, a etíope Almaz Ayana, de 24 anos, completou a prova em 29min17s45, ganhou o ouro e estabeleceu a melhor marca da história, baixando em quase 15 segundos o recorde anterior, que foi estabelecido pela chinesa Wang Junxia, em 1993.


  Brasil avança nos pênaltis no futebol feminino




 Foi no sufoco, mas o Brasil avançou às semifinais do torneio feminino de futebol. A equipe empatou com a Austrália por 0 a 0 no tempo nornal e na prorrogação e avançou nos pênaltis, vencendo por 7 a 6, com duas defesas da goleira Barbara. A adversária do Brasil será a Suécia, que eliminou os Estados Unidos. Alemanha e Canadá são as outras duas semifinalistas.



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.




11/08
Bronze de Mayra Aguiar no judô foi à moda gaúcha




 O judô brasileiro vai mantendo sua tradição de trazer medalhas para o Brasil em Jogos Olímpicos. Depois do ouro de Rafaela Silva, Mayra Aguiar conquistou nesta quinta-feira (11) a medalha de bronze na categoria -78kg nos Jogos Rio 2016. O espírito de luta da atleta gaúcha ficou evidente em suas declarações logo após vencer a cubana Yalennis Castillo por yuko. Nascida em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, terra onde "não está morto quem peleia", ela mostrou o lado gaúcho na conquista: “Eu ia deixar o corpo no tatame, mas não ia sair sem a medalha”.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.




08/08
Rafaela Silva conquista o primeiro ouro do Brasil




A primeira medalha de ouro do Brasil no Rio 2016 tem sotaque carioca. Nascida na comunidade da Cidade de Deus, a judoca Rafaela Silva chegou ao topo do pódio no mesmo Rio de Janeiro onde foi campeã mundial em 2013. Competindo no quintal de casa, a brasileira mostrou que sabe muito bem usar a energia da torcida a seu favor: "A arena chegou a tremer", disse ela após o título. Campeã mundial e Olímpica, feito que nenhum judoca brasileiro havia alcançado, Rafaela esteve perto de jogar tudo para o alto há quatro anos. "Eu ia largar o judô, mas minha psicóloga fez um trabalho comigo e não deixou", disse, relembrando a traumática derrota em Londres 2012, quando aplicou um golpe ilegal e foi eliminada nas oitavas de final. Quatro anos após a decepção, Rafaela ressurgiu forte na Arena Carioca 2, a poucos quilômetros de onde nasceu. Lá, nesta segunda-feira (8), a torcida e a judoca estiveram em sintonia desde o primeiro combate até a final, contra a mongol Sumiya Dorjsuren. Os gritos do público, segundo ela, foram fundamentais: "A torcida ajudou bastante, e eu não podia decepcionar as pessoas que vieram torcer por mim dentro da minha casa".



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com



Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



07/08
Brasil luta, mas estreia com derrota para a Lituânia no basquetebol







A seleção masculina de basquetebol do Brasil mostrou poder de reação, mas acabou pagando pelo mau início de jogo e estreou com derrota nos Jogos Rio 2016. Neste domingo (7), a equipe treinada por Rubén Magnano perdeu para a Lituânia por 82 a 76, na Arena Carioca 1, na primeira rodada do Grupo B. O começo irregular do Brasil, que tinha dificuldades no ataque e deixava espaços na defesa, fez com que a Lituânia fosse para o intervalo com 29 pontos de vantagem (58 a 29). Na segunda etapa, o time da casa reagiu e cortou a diferença, mas não conseguiu evitar a derrota. Apesar do revés, o armador Leandrinho foi o cestinha do confronto, com 21 pontos. Raulzinho, com 14, e Nenê, com 11, além de oito rebotes, também foram bem. Os destaques lituanos foram o armador Mantas Kalnietis, com 16 pontos e assistências, e o ala Paulius Jankunas, com 15 pontos e sete rebotes. O Brasil terá nova chance de buscar sua primeira vitória nos Jogos na terça (9), às 14h15, diante da Espanha, medalhista de prata em Pequim 2008 e Londres 2012. No mesmo dia, às 19h, a Lituânia enfrenta a Nigéria.



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com



Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.




07/08
De virada, Brasil vence o México na estreia do voleibol




No início, um susto. Mas a partir do segundo set, tudo voltou ao normal e a seleção masculina de voleibol do Brasil estreou com vitória nos Jogos Olímpico Rio 2016. O time verde e amarelo saiu perdendo, mas virou e fez 3 a 1 sobre o México (23/25, 25/19, 25/14 e 25/18) neste domingo (7), no ginásio do Maracanãzinho. O oposto Wallace foi o principal pontuador do Brasil na partida com 18 pontos, um a mais que o ponteiro Lucarelli. O central Lucão marcou 13 pontos na vitória brasileira. O destaque mexicano no confronto foi o oposto Daniel Vargas, com 15 pontos. “Nosso saque não foi eficiente no primeiro set e a velocidade que o México apresentou nos pegou de surpresa. Queríamos ter jogado melhor, mas o saque é muito importante no voleibol moderno e, como o nosso não funcionou, a defesa também teve problemas”, analisou o técnico Bernadinho. Finalista nas últimas três edições Olímpicas – ganhou o ouro em Atenas 2004 e a prata em Pequim 2008 e Londres 2012 -, a seleção brasileira volta à quadra na terça (9), às 22h35, para enfrentar o Canadá.




Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



06/08
Com dois de Marta, Brasil goleia a Suécia e vai à segunda fase





Marta passou em branco na primeira rodada do torneio Olímpico feminino de futebol. Mas na segunda ela compensou. Com dois gols da camisa dez, o Brasil derrotou a Suécia por 5 a 1 na noite deste sábado (6) no Estádio Olímpico, o Engenhão, e garantiu sua presença na segunda fase da competição. Beatriz (2) e a artilheira Cristiane marcaram os outros gols brasileiros, enquanto Lotta Schelin descontou para as europeias. "Não marquei nenhum gol na estreia, mas agora consegui fazer dois. Mas minha felicidade não é pelo resultado, mas pela maneira como jogamos", comemorou a capitão brasileira. Com a segunda vitória seguida, o Brasil chega a seis pontos no Grupo E e já está garantido na segunda fase da competição. A equipe comandada pelo técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, fecha sua participação na primeira fase contra a África do Sul na terça (9), às 22h, na Arena da Amazônia, em Manaus (AM). O Brasil aproveitou uma falha da defesa sueca para abril o placar com Beatriz aos 21 minutos do primeiro tempo. Três minutos depois, Marta cruzou rasteiro e Cristiane desviou de letra para marcar o segundo. Aos 44, a capitã, de pênalti, fez o terceiro. Marta marcou mais um aos 35 do segundo tempo, em chute cruzado. Aos 41, Beatriz recebeu na entrada da área e bateu de perna esquerda para marcar o quinto. Três minutos depois, Schelin saiu livre à frente da goleira Barbara e chutou no alto para marcar o único gol da Suécia. A atacante Cristiane, maior artilheira do futebol Olímpico, deixou a partida com uma lesão muscular e deve ser poupada da partida contra as sul-africanas.




Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com



Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.




06/08
Em dia inspirado, ginástica artística masculina do Brasil consegue feito inédito




O primeiro dia da ginástica artística masculina do Brasil nos Jogos Rio 2016 não poderia ter sido melhor. Estreante em competições Olímpicas por equipe, o time se classificou neste sábado (6) para a final e garantiu outras seis vagas em decisões de medalha individuais, um feito inédito para o país. Os brasileiros não se mostraram tímidos com a pressão de conseguir um bom resultado dentro de casa na competição por equipes. Incentivados pela torcida, os atletas garantiram a sexta colocação na fase de classificação, atrás de potências como China, Estados Unidos, Rússia, Japão e Grã-Bretanha, mas à frente de Ucrânia e Alemanha. Dois atletas se classificaram para a final Olímpica do individual geral: Sérgio Sasaki ficou em 8º e Arthur Nory em 11º, em uma disputa que contará com 24 atletas.



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com



Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



06/08
Brasil vence a Austrália na estreia do polo aquático 




O Brasil começou com o pé direito sua participação no torneio masculino de polo aquático dos Jogos Rio 2016. Neste sábado (6), no encerramento do primeiro dia de competições no Centro Aquático Maria Lenk, a equipe derrotou a Austrália por 8 a 7 em partida muito apertada. O destaque da vitória foi Adrian Baches, que marcou três gols para o Brasil. Os outros foram assinalados por Bernardo Gomes, Felipe Perrone, Rudá Franco, Gustavo Rocha e Bernardo Guimarães. Para a Austrália, marcaram John Cotterill (2), Richie Campbell (2), Aaron Younger, Joe Kayes e Rhys Hoden. "A torcida nos deu vários bonecos de presente no fim do jogo. Foi incrível. Todo mundo estava comemorando e sambando. Foi uma sensação linda e uma atmosfera fantástica", disse o brasieleiro Felipe Silva. O Brasil volta a jogar na segunda (8), contra o Japão, às 19h30. A seleção feminina estreia na terça (9), diante da Itália, às 10h20.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com



Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.




06/08
Judô brasileiro tem dia triste nos Jogos Rio 2016 




 O judô brasileiro viveu uma manhã de tristeza nos Jogos Rio 2016. Esperança de medalhas, Felipe Kitadai, bronze em Londres 2012, e Sarah Menezes, ouro na mesma competição, acabaram eliminados de maneira precoce e não têm mais chance de conquistar medalhas. Ambos caíram nas repescagens, após derrotas nas quartas de final de suas respectivas categorias, e não seguraram as lágrimas de decepção.



 Sarah Menezes foi a primeira a ser eliminada. Na primeira luta, boa vitória diante da belga Charline Van Snick. Na sequência, nas quartas, caiu diante da cubana Dayaris Alvarez, perdendo a chance de conquistar o bicampeonato Olímpico na categoria até 48kg. Na repescagem, outra decepção. Após empatar com a mongol Urantsetseg Munkhbat durante o tempo regulamentar, Sarah sofreu uma finalização na morte súbita e perdeu qualquer chance de sair com uma medalha. O golpe foi tão forte que Sarah sofreu uma luxação e deixou a arena com o braço imobilizado. A colocação final da judoca foi sétimo, após três lutas: uma vitória e duas derrotas. O ouro na categoria ficou com a argentina Paula Pareto, que ganhou de Bokyeong Jeong, da República da Coreia, na decisão. Os bronzes foram para a cazaque Otgontsetseg Galbadrakh e para a japonesa Ami Kondo.



 O caminho de Felipe Kitadai na categoria até 60kg teve uma luta a mais. Foram duas vitórias até chegar às quartas de final. Nesta etapa, encarou Orkhan Safarov, do Azerbaijão, mas acabou sofrendo um ippon, sacramentando a derrota. Kitadai foi então para a repescagem na esperança de ter a chance do bronze. O adversário da vez foi Diyorbek Urozboev, do Uzbequistão, mas o roteiro final foi o mesmo da luta anterior. Novamente o brasileiro sofreu um ippon, sendo eliminado de maneira precoce. O algoz do brasileiro chegou ao pódio, divindo o bronze com Naohisa Takato, do Japão. O ouro ficou com o russo Beslan Mudranov e a prata com o cazaque Yeldos Smetov. Um dia triste para o Brasil.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



06/08
Em busca do tri, Brasil estreia com vitória tranquila no voleibol feminino



Foi uma estreia digna de uma equipe que luta para fazer história. Bicampeã Olímpica de voleibol, a seleção feminina do Brasil passou sem dificuldades por Camarões em sua primeira partida nos Jogos Olímpicos Rio 2016. No ginásio do Maracanãzinho, as brasileiras derrotaram as africanas por 3 sets a 0 (25/14, 25/21 e 25/13), na primeira rodada do Grupo A. Medalhista de ouro nas duas últimas edições dos Jogos, em Pequim 2008 e Londres 2012, a seleção brasileira tem a oportunidade de, nos Jogos Rio 2016, igualar o feito da seleção cubana, que ganhou três ouros consecutivos, entre Barcelona 1992 e Sydney 2000. A ponteira Fernanda Garay foi a maior pontuadora do Brasil na partida, com 12 pontos marcados. Natalia marcou dez pontos. A maior pontuadora da partida foi a camaronesa Laetitia Moma Bassoko, com 13 pontos marcados. A seleção brasileira volta à quadra na próxima segunda (8), para enfrentar a rival Argentina, às 22h35.




Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



06/08
É prata! No tiro esportivo, Felipe Wu ganha a primeira medalha do Brasil nos Jogos 





 As primeiras medalhas dos Jogos Rio 2016 saíram no tiro esportivo. E a primeira do Brasil, também. O paulista Felipe Wu, de 24 anos, conquistou a medalha de prata na prova da pistola de ar 10m, na tarde deste sábado (6), no Centro Olímpico de Tiro, e levou o país sede dos Jogos Olímpicos ao pódio pela primeira vez. Foi a terceira medalha que o esporte deu ao país na história dos Jogos. "É uma sensação de dever cumprido. Minha equipe e eu nos dedicamos muito e esse ano tem sido muito bom para mim, pois já venci duas etapas da Copa do Mundo e cheguei ao primeiro lugar do ranking e ganhar aqui agora é muito bom. Até de manhã, não acredita que a torcida poderia fazer a diferença, mas foi exatamente o que aconteceu. Senti uma energia muita boa vindo da arquibancada", comemorou o brasileiro. Wu ganhou a prata após uma disputada série final com o vietnamita Xuan Vinh Hoang, que levou o ouro ao anotar 202.5 pontos, com direito a um tiro de 10.7 pontos no último disparo, e conquistou o primeiro ouro da história de seu país. O brasileiro terminou com 202.1 pontos e ficou à frente do chinês Wei Pang, que fechou com 180.4 pontos. Felipe Wu terá a oportunidade de dar mais uma medalha ao país nos próximos dias. Na quarta (10), o brasileiro competirá na prova da pistola 50m.



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



06/08
Estreia com vitoria no vôlei de praia masculino





A dupla do Brasil de vôlei de praia, Alisson Cerutti, o Mamute, e Bruno Schmidt, estreou com vitória na arena em Copacabana. Eles venceram a dupla canadense Josh Binstock e Samuel Schachter por dois sets a zero (21-19/22-20). Acompanhe os resultados deste sábado (6).



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



06/08
Handebol: Brasil manda no jogo e derrota a bicampeã Olímpica Noruega






Não é qualquer seleção que bate uma bicampeão Olímpica de handebol como a Noruega. Com uma atuação brilhante de Ana Paula, a seleção feminina do Brasil anotou 31 a 28 diante das europeias neste sábado (6), na Arena do Futuro. Agora encara a Romênia, na segunda-feira (8). Se já havia deixado para trás a amarga derrota para as mesmas norueguesas, que viraram o jogo em Londres 2012 e impediram o Brasil de passar às semifinais, o que se viu no “caldeirão” do Parque Olímpico foi justamente foco total para não deixar as rivais fazerem valer o peso de sua camisa. Com direito de escolher o grupo durante o sorteio, sendo país-sede, o técnico Morten Soubak apostou em suas jogadoras: optou por escolher a adversária mais forte para a estreia. E apostou certo. Com postura firme e muito centrada, para evitar dispersão com as emoções da estreia, a seleção brasileira encarou as norueguesas de frente e mandou no jogo. A torcida armou uma tremenda festa para as brasileiras, que usaram de suas características de velocidade e surpresas – como a própria atuação de Ana Paula, que vibrava muito a cada gol.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



03/08
Brasil começa bem no futebol e vence a China por 3 a 0





A torcida compareceu, apoiou e a seleção feminina de futebol do Brasil correspondeu. Primeira equipe do país a entrar em ação no Rio 2016, o time comandado pelo técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, estreou com vitória nos Jogos Olímpicos ao derrotar a China por 3 a 0, na tarde desta quarta (3), no Estádio Olímpico, o Engenhão. Vice-campeão Olímpico em Atenas 2004 e Pequim 2008, o Brasil atuou de forma ofensiva e dominou o jogo desde o início. A equipe conseguiu superar a defesa chinesa pela primeira vez aos 36 minutos do primeiro tempo, quando a zagueira Mônica aproveitou rebote de falta cobrada na área e tocou de cabeça, no canto direito, para abrir o placar. No segundo tempo, aos 14, Marta foi lançada pela direita, invadiu a área e cruzou para Andressa Alves, livre, marcar o segundo. No último minuto de jogo, após nova cobrança de falta, Cristiane, maior artilheira da história dos Jogos, subiu mais que a defesa chinesa e desviou para o fundo das redes. "Marcar três gols na China, com toda a pressão que tínhamos, foi perfeito. Elas são um time muito difícil de enfrentar. Estavam jogando com dez na defesa, mas como conseguimos marcar no primeiro tempo, elas precisaram sair mais e tivemos mais espaço", analisou Marta. Com três pontos, o Brasil se iguala à Suécia, que também estreou com vitória, na liderança do Grupo E. A duas equipes se enfrentarão no sábado (6), no Estádio Olímpico, às 22h. Nos mesmos dia e local, a China joga contra a África do Sul, às 19h.



Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com



Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.


03/08
Com gols de Lloyd e Morgan, Estados Unidos passam pela Nova Zelândia




Tetracampeã Olímpica e principal favorita ao ouro nos Jogos Rio 2016, a seleção feminina de futebol dos Estados Unidos teve uma estreia tranquila nesta quarta (3). Com segurança, a equipe derrotou a Nova Zelândia por 2 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), na primeira rodada do Grupo G. Na partida, a goleira Hope Solo, que não foi vazada, alcançou a marca de 199 partidas pela seleção. Os Estados Unidos não demoraram a assumir o controle do jogo e abriram o placar logo aos oito minutos do primeiro tempo. Tobin Heath conduziu a bola pela esquerda e cruzou na cabeça da estrela e capitã Carli Lloyd, que desviou para o gol. No primeiro minuto da segunda etapa, Alex Morgan recebeu na área após bonita tabela e bateu rasteiro, de perna esquerda, para marcar o segundo. "Foi a melhor forma possível de começar o torneio. Mostramos muita energia e determinação em campo", avaliou Heath. O próximo adversário da seleção dos Estados Unidos será a França, às 17h, no sábado (6), novamente no Mineirão. Nos mesmos dia e local, a Nova Zelândia enfrenta a Colômbia, às 20h.




Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.




03/08
Fabiana Murer revela hérnia de disco cervical, mas se diz pronta para os jogos Rio 2016




"Depois da competição de Mônaco, 15/07, senti uma dor muito forte no pescoço, tratei intensamente para poder competir em Londres, mas no aquecimento senti fraqueza no braço e não tinha confiança pra saltar. Assim que cheguei no Brasil fiz uma ressonância magnética e levei um susto com o resultado. Hérnia de disco cervical, que explicava todos os meus sintomas. O meu médico me tranquilizou e disse que eu poderia me recuperar a tempo para competir nas Olimpíadas. Estou em um trabalho intenso de fisioterapia (2x por dia), e treinando muito bem. Já fiz até um treino de salto completo. Estou evoluindo rapidamente e estou me dedicando ao máximo para chegar 100% nas Olimpíadas." contou a atleta em sua página no facebook.


Informações do facebook


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.


02/08
Phelps dá primeiras braçadas no Estádio Aquático Olímpico




Michael Phelps não demorou muito para conhecer o Estádio Aquático Olímpico, onde lutará, em poucos dias, para expandir seu vasto histórico de medalhas nos Jogos Olímpicos. Na tarde desta terça (2), pouco mais de 12h após sua chegada ao Rio de Janeiro, o astro da natação dos Estados Unidos visitou as piscinas da instalação junto com outros integrantes da equipe de seu país. A equipe norte-americana inicialmente circulou ao redor da piscina de competição em roupas de passeio e tirou fotos da área. Após alguns minutos, os atletas foram aos vestiários para colocar os trajes de natação. Já preparados, os norte-americanos se dirigiram a umas das piscinas de aquecimento e lá colocaram uma bandeira do país, que agora divide espaço com as de outras nações, como Canadá, China e Grã-Bretanha.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



02/08
Segundo estudo Brasil deve ganhar 22 medalhas na Rio 2016



Este ano o Brasil vai ganhar mais medalhas do que nunca em uma Olimpíada, superando sua marca histórica nos Jogos. Quem aposta no desempenho extraordinário é o banco americano Goldman Sachs. Os economistas da instituição fizeram uma previsão sobre o desempenho de 50 países que estarão na Rio 2016, baseando o estudo em variáveis macroeconômicas e relações estatísticas. Para o Brasil, o estudo aponta que serão cinco ouros e um total de 22 medalhas. Na edição passada, os brasileiros voltaram com três ouros e 17 medalhas – o recorde do país.


Informações do site paraiba.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.




31/07
Realidade virtual transporta espectadores para dentro dos Jogos Rio 2016



Palco da superação humana, os Jogos Olímpicos emocionam o público ao deixarem gravados na memória momentos históricos do esporte. Mas, nesta edição, mesmo quem não for às arenas poderá participar dos embates através do uso de tecnologias de última geração. Trata-se da recriação dos eventos através de realidade virtual. Para entrar nesse mundo futurístico, são necessários fones de ouvido e um telefone celular. O espectador usa um suporte onde se encaixa o celular, transformando-o numa espécie de óculos em que são transmitidas as imagens. A tecnologia de realidade virtual funciona com vídeos feitos em 360 graus, o que dá ao usuário uma perfeita reprodução do evento. Eles são feitos com câmeras especiais, dotadas de lentes capazes de captar a ação em todas as direções. A cobertura em 360 graus será pioneira nos Jogos Olímpicos e realizada por emissoras como a americana NBC. Além das cerimônias de abertura e encerramento, um evento por dia será feito com a tecnologia.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



31/07
Conheça um dos atletas que podem conquistar a primeira medalha Olímpica nos Jogos Rio 2016



A judoca Majlinda Kelmendi não será apenas a atleta encarregada de conduzir a bandeira do Kosovo na cerimônia de abertura dos Jogos Rio 2016. Ela também pode se tornar a primeira medalhista da história de seu país, que no Brasil estreia no grande evento esportivo. "Sonho com isso há muito tempo", disse ela à emissoa CNN no ano passado.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



Dedicação, talento e alguns amuletos: os segredos de Scheidt para seguir jovem aos 43 anos



 Robert Scheidt é um ícone da vela. Com cinco medalhas Olímpicas, duas de ouro, duas de prata e uma de bronze, chega ao Rio 2016 aos 43 anos e com chance de conquistar mais um pódio. Assim, se tornaria o maior medalhista do esporte e o brasileiro com mais conquistas em Jogos Olímpicos. A carreira vitoriosa se escora no talento e na dedicação, mas também conta com uma ajudinha extra. Em sua trajetória, Scheidt carregou alguns amuletos. Primeiro, uma viseira desbotada que ele levou de uma edição a outra dos Jogos. Mais tarde, um cavalo do jogo de xadrez, encontrado em uma praia de Florianópolis. Agora, estampa na vela o desenho da mão do filho Lukas, de seis anos (Eric, de 2, não veio ao Rio). Ainda não sabe se poderá manter a imagem durante a competição, nem que seja um esboço a lápis. São detalhes revelados com tranquilidade pelo velejador, que se sente preparado para disputar mais uma medalha. “Já peguei o barco, que na classe Laser é a organização que fornece. É importante testar, ver se o equipamento está em ordem. Estou bem animado. Treinei bem, com boa velocidade, conheço bem as condições para velejar aqui no Rio.”


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



29/07
Atletas refugiados chegam para o Rio 2016 com um sonho: conhecer Usain Bolt 






O inédito Time Olímpico de Refugiados (TOR), que disputa os Jogos Olímpicos Rio 2016, está quase completo. Na manhã desta sexta-feira (29), cinco atletas do Sudão do Sul, que vivem como refugiados no Quênia, desembarcaram na Cidade Maravilhosa para as competições de atletismo. Um deles, Paulo Lokoro, competirá nos 1.500 metros com um sonho em especial: conhecer o jamaicano bicampeão Olímpico dos 100m, 200m e revezamento 4 x 100m, Usain Bolt. “Eu quero muito conhecer o Usain Bolt, é alguém que eu só vi pela televisão. Eu espero que ao menos eu possa vê-lo na Vila Olímpica”, disse Lokoro, que veio acompanhado dos seus colegas de time Yiech Pur Biel (800m), James Nyang (400m), Anjelina Nadai (1.500m) e Rose Lokonyen (800m), além da chefe da delegação do TOR, a queniana Tegla Loroupe, a primeira mulher africana a vencer a Maratona de Nova York e com três participações Olímpicas no currículo. Como os nadadores sírios Yusra Mardini e Rami Anis já estão inclusive treinando no Parque Aquático Olímpico desde a última quinta-feira, o Time Olímpico de Refugiados espera agora apenas a chegada do etíope Yonas Kinde, atleta da maratona (última competição do Rio 2016), que vive em Luxemburgo e que estará no Rio de Janeiro na manhã do próximo dia 1 de agosto.

Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.



29/07
Parque dos Atletas oferece moderna estrutura de treinamento a cerca de 2.700 competidores




A projeção é de que cerca de 2.700 atletas utilizem o espaço para treinar, com vistas às competições Olímpicas e Paralímpicas. O trajeto entre a Vila Olímpica e o Parque pode ser feito de ônibus ou a pé, utilizando uma passarela.

Para os esportes aquáticos, são duas piscinas Olímpicas, com água aquecida e equipamentos de musculação desenhados especialmente para nadadores. Só da natação poderão treinar 850 atletas, mais 50 das maratonas e 110 do triatlo.

O espaço, que já recebeu o Rock in Rio, fica a 200 metros da Vila Olímpica e tem seis grandes tendas dedicadas à preparação dos competidores.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.





Phelps dá primeiras braçadas no Estádio Aquático Olímpico




Michael Phelps não demorou muito para conhecer o Estádio Aquático Olímpico, onde lutará, em poucos dias, para expandir seu vasto histórico de medalhas nos Jogos Olímpicos. Na tarde desta terça (2), pouco mais de 12h após sua chegada ao Rio de Janeiro, o astro da natação dos Estados Unidos visitou as piscinas da instalação junto com outros integrantes da equipe de seu país. A equipe norte-americana inicialmente circulou ao redor da piscina de competição em roupas de passeio e tirou fotos da área. Após alguns minutos, os atletas foram aos vestiários para colocar os trajes de natação. Já preparados, os norte-americanos se dirigiram a umas das piscinas de aquecimento e lá colocaram uma bandeira do país, que agora divide espaço com as de outras nações, como Canadá, China e Grã-Bretanha.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.


 Brasil começa bem no futebol e vence a China por 3 a 0




A torcida compareceu, apoiou e a seleção feminina de futebol do Brasil correspondeu. Primeira equipe do país a entrar em ação no Rio 2016, o time comandado pelo técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, estreou com vitória nos Jogos Olímpicos ao derrotar a China por 3 a 0, na tarde desta quarta (3), no Estádio Olímpico, o Engenhão. Vice-campeão Olímpico em Atenas 2004 e Pequim 2008, o Brasil atuou de forma ofensiva e dominou o jogo desde o início. A equipe conseguiu superar a defesa chinesa pela primeira vez aos 36 minutos do primeiro tempo, quando a zagueira Mônica aproveitou rebote de falta cobrada na área e tocou de cabeça, no canto direito, para abrir o placar. No segundo tempo, aos 14, Marta foi lançada pela direita, invadiu a área e cruzou para Andressa Alves, livre, marcar o segundo. No último minuto de jogo, após nova cobrança de falta, Cristiane, maior artilheira da história dos Jogos, subiu mais que a defesa chinesa e desviou para o fundo das redes. "Marcar três gols na China, com toda a pressão que tínhamos, foi perfeito. Elas são um time muito difícil de enfrentar. Estavam jogando com dez na defesa, mas como conseguimos marcar no primeiro tempo, elas precisaram sair mais e tivemos mais espaço", analisou Marta. Com três pontos, o Brasil se iguala à Suécia, que também estreou com vitória, na liderança do Grupo E. A duas equipes se enfrentarão no sábado (6), no Estádio Olímpico, às 22h. Nos mesmos dia e local, a China joga contra a África do Sul, às 19h.


Informações do site oficial dos jogos olímpicos rio2016.com


Os anunciantes aqui reunidos não possuem relação com os Jogos Rio 2016 e patrocina apenas este caderno especial.







publicidade

MAIS ACESSADAS AGORA: