Entrevista Especial com Daniel Sobral


Da redação: contato@eaipersonal.com | André Zaady - Redação, Alan Silva - Editor-chefe

Desta vez eu tenho o imenso prazer  de entrevistar um dos atletas de fisiculturismo mais humildes, dedicados, premiados e de uma simpatia inigualável. Estou falando do nosso grande campeão brasileiro de fisiculturismo, Daniel Sobral, campeão em diversos campeonatos nacionais, incluindo o Norte-Nordeste 2014, Sergipano 2015 e o Brasileiro 2015, todos pela Federação NABBA. Recentemente Daniel também conquistou o segundo lugar no Sul-americano e revelou com exclusividade tudo que vivenciou durante esses momentos de sua carreira.

André Zaady - Quando foi que começou essa sua paixão pelo esporte?

Daniel Sobral - Desde meus 15 anos, sempre pratiquei a musculação. Sempre fui amante do esporte, mas nunca tive a pretensão de subir em palcos. Admirava amigos e colegas que competiam e sempre estava presente nos campeonatos. Mas há pouco tempo atrás surgir a categoria Men's Physique e comecei a criar gosto ao acompanhar mais os atletas, e vi que o meu corpo entrava no padrão desta categoria. Sempre coloquei em minha mente que quando surgisse um campeonato aqui em Sergipe, eu mergulharia fundo para competir e em 2014 surgiu a oportunidade: um amigo meu chamado Ivan me falou sobre o Campeonato NABBA que iria acontecer e eu comecei a me preparar com toda a orientação do meu treinador Domingo Santana.   

André Zaady - E como aconteceu essa sua preparação?

Daniel Sobral - Eu estava com muita retenção de líquido e com um peso muito acima da minha categoria. Meu treinador, sempre com sua humildade e sinceridade, disse que eu tinha sim possibilidade de subir muito se eu seguisse corretamente o programa que ele me recomendou. 
André Zaady - E como você chegou a essa categoria? Foi uma escolha sua ou você segue a filosofia que "a categoria escolhe o atleta"?

Daniel Sobral - Essa é uma resposta muito particular que varia de atleta para atleta. Mas dizem alguns, inclusive eu também concordo, que o atleta já nasce Men's' Physique e já tem esse padrão, mas também existem outros atletas que podem transformar seu corpo em um Men's Physique mudando a forma de treinamento e alimentação, pois minha genética era de "mesomorfo" e agora sou "ectomorfo". 

André Zaady - E como é essa sua dieta? 

Daniel Sobral - Ela é rica em proteínas, carboidratos, micronutrientes, macronutrientes e gorduras boas. Quero deixar claro que isso não é feito de vontade própria. Eu tenho sido acompanhado pelo meu treinador Domingos Santana, que sempre está de olho em minha dieta. Sempre mando foto de minha alimentação para ele e ele acompanha bem de perto. Enfim, tudo balanceado, pesado de 3 e 3 horas, muita água - pra ser exato 8 litros por dia - e não bebo líquido durante as refeições.

André Zaady - E como é incluída a suplementação nessa sua dieta?

Daniel Sobral - A suplementação varia muito e depende da fase em que eu estou. Por exemplo: numa fase pré-competição, eu faço muito uso de suplemento, porque meu body fat (percentual de gordura), está muito baixo - em média 6 ou 7 até então - e preciso fazer o uso de Glutamina, Whey Protein e BCAA.

André Zaady - O esporte do qual você é atleta exige uma série de exigências que vão desde alimentação, suplementação e até treino. Para isso tudo funcionar não depende apenas de esforços físicos, mas também de muito custo financeiro. Você é patrocinado ou mantém isso com dinheiro do próprio bolso?

Daniel Sobral - Sim, o custo é alto, mas antes de eu receber o apoio da Probiótica, minha atual patrocinadora, eu investia muito com dinheiro do meu próprio bolso. Às vezes eu ficava até apertado, mas por amor ao esporte, eu fazia esse investimento. E contei também com a ajuda da minha família, pois eles me ajudavam com a compra de suplementos. A Probiótica reconheceu o meu trabalho, me observava e, graças a Deus, fechei contrato para todos os meses receber meu suplemento em casa.

André Zaady - Você tem a pretensão de um dia mudar sua categoria ou está satisfeito? 

Daniel Sobral - Satisfeitíssimo, vou morrer Men's Physique, não me vejo em nenhuma outra categoria.

André Zaady - Além do consumo de suplementação, você é um atleta que já se viu na necessidade de usar outras substâncias?

Daniel Sobral -  Eu, particularmente, nunca fiz uso de esteróides anabolizantes. Não recrimino quem faz uso, até porque existem categorias que precisam fazê-lo. Nosso corpo tem um limite genético, a gente atinge esse limite e pra ir além precisamos fazer o uso, mas claro que com o acompanhamento de um profissional.

André Zaady - Hoje você tem uma coleção de importantes títulos em sua carreira. Me fala um pouco sobre sua rápida passagem sobre cada um deles.

Daniel Sobral - A expectativa foi muito grande. No primeiro, o Norte-Nordeste, em 2014, eu tive pouco apoio e até pessoas próximas a mim me depreciavam muito. Diziam que eu não iria conseguir, que eu estava "roliço", fora de forma e os atletas estavam todos preparados, até fotos eu recebia. Mas como eu tinha muita fé em Deus, não dei ouvidos a essas pessoas, pelo contrário, sem querer elas me motivaram pra que eu chegasse onde cheguei. O segundo foi o Campeonato Sergipano, em maio deste ano: meu corpo já havia modificado muito, pois eu mantinha a dieta, sempre muito bem orientado por Domingos, meu preparador, e aí foi uma sequência, né: veio a minha vitória no Campeonato Brasileiro, o Open Tuchê e o segundo lugar agora no Sul-Americano, na Argentina, que foi o meu primeiro a nível internacional. 

André Zaady - Eu ouvi durante parte de nossa entrevista, o nome Domingos por diversas vezes. O que ele representa pra você? 

Daniel Sobral - Todo atleta precisa de um profissional o acompanhando. Domingos (risos) é o cara com quem me sinto muito seguro e motivado com as palavras que ele fala pra mim, que sinto serem verdadeiras, e o atleta precisa disso. Eu não sou personal trainer, não sou consultor, não tenho formação em Educação Física, mas tenho 17 anos que pratico musculação e isso não é o suficiente. Já o Domingos tem muita experiência, pois há muitos anos atrás já foi atleta e já tem mais de 30 anos na área, além se ser presidente da NABBA Brasil. Então, cara, eu não tenho o que falar de negativo do profissional excelente que ele é.
André Zaady - Sergipe vem sediando importantes campeonatos de fisiculturismo no estado, competições essas reconhecidas nacionalmente. Como você vê esse momento sendo vivenciado por atletas locais e até por quem não conhece o esporte de fato?

Daniel Sobral - Graças a Deus as pessoas estão vendo com outros olhos o nosso esporte. Antes, quando as pessoas viam alguém forte passar, julgavam logo que tomava bomba ou anabolizantes. Mas agora, os atletas e até pessoas normais estão determinadas a fazer dietas e vendo com outros olhos o nosso esporte. Aí está a importância destes campeonatos acontecerem dentro do Estado de Sergipe, com mega estruturas e revelações de novos nomes locais também.

André Zaady - Eu acompanho você nas redes sociais faz um bom tempo e percebi que você sempre tem falado de Deus em sua vida. Qual é sua relação com ele? 

Daniel Sobral - Porque ele é tudo pra mim! (emocionado) Eu vou chorar, cara. Sem ele não sou nada...

André Zaady - Se quiser podemos dar um tempo pra você respirar.

Daniel Sobral - Tudo bem, podemos continuar.

André Zaady - Então pode me responder qual é sua relação com ele?

Daniel Sobral - A mais íntima possível. (emocionado), e foi Ele quem me deu tudo isso aqui (aponta para os troféus), foi Ele!

André Zaady - Daniel, muito obrigado pela entrevista.

Daniel Sobral - Não esperava chorar, me desculpa.

André Zaady - Sua história é um exemplo e também emocionou toda a nossa equipe. Meu muito obrigado pela entrevista!

Daniel Sobral - Eu que agradeço. Deus abençoe!

Confira abaixo fotos do arquivo pessoal do atleta.

Atleta Probiótica oficial

Patrocinado pela Suplecenter suplementos

 cinco títulos na carreira

Vice-campeão no sul-americano NABBA

publicidade

MAIS ACESSADAS AGORA: