Men's | Máscaras caseiras para se prevenir da Covid-19, o que saber?


Da redação: Desporto | desportooficial@yahoo.com - Informações: UFMG

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em parceria com o departamento de Medicina revelou alguns detalhes sobre o uso de máscaras de tecido na prevenção contra a covid-19, algo que têm gerado discussão no mundo da saúde. Por um lado, sua eficácia em bloquear a saída e entrada de microrganismos é questionada e, por outro, a possibilidade de contaminação cruzada diminui quando as pessoas estão usando proteções. 

Daí surge uma dúvida comum: se não apresento os sintomas do Covid-19, vale a pena usar uma máscara mesmo assim? Para responder esta pergunta, o professor Emérito da Faculdade de Medicina da UFMG, Dirceu Greco, chama atenção para os casos assintomáticos da doença. “Já se descobriu que a infecção pode acontecer mesmo por pessoas que não apresentam sintomas. Por esta razão e diversas informações internacionais, o Ministério da Saúde recomenda que as máscaras faciais, que podem ser feitas em casa, sejam usadas em toda situação em que haverá contato com outras pessoas”, esclarece.

O Ministério da Saúde tem uma série de recomendações sobre o uso de máscaras caseiras.
  •     O uso é individual
  •     Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocá-la
  •     Ao chegar em casa, antes de tirar a máscara, lembre-se de lavar bem as mãos
  •     Para remover, evite tocar na parte da frente. Retire pelo laço ou pelas tiras na parte traseira
 Higienização
  • Primeiro, faça a imersão da máscara em recipiente com água potável e água sanitária por 30 minutos (10 ml de água sanitária para 500ml de água potável). Em seguida, lave com sabão em água corrente.
  •     Após a secagem, utilize ferro quente e guarde sua máscara em um saco plástico até o próximo uso
  •     Troque a máscara se ela estiver suja ou úmida (duração máxima: 2 horas)
  •     Descarte se notar sinais de desgaste ou funcionalidade comprometida 
Máscara alguma será eficiente se não for associada às outras medidas preventivas, como lavar as mãos frequentemente e, se possível, praticar o distanciamento social.
MAIS ACESSADAS AGORA:
...